sexta-feira, 11 de julho de 2008

Uma equação



Você já amou alguém na vida?
Um amor de cinema, cheio de dramas no decorrer da historia, de beijos, de olhares cheios de paixão?
Já teve a sensação de ser amado?
Se sim, me conte como é amar alguém, o que se sente, se tem gosto de algodão-doce, se arde como fogo, como é morrer de amor e mesmo assim continuar vivendo.
Conte-me o segredo desse bicho de sete cabeças, o mistério que tenho medo de descobrir sozinha.
O porquê faz tanta gente chorar e ao mesmo tempo sorrir, se é pra sempre, por que acaba?
É possível passar uma vida inteira sem amor, e ser feliz assim mesmo?
E as loucuras de amor, valem à pena?A falta de razão é uma boa escolha?
Confesso todo esse meu medo, um tanto quanto estranho e ingênuo, simples medo de amar.
Entendo a paixão, gostosa sensação passageira, como uma barra de chocolate, mas se não é a certa acaba como um limão chupado.
Preciso de um manual, um manual do amor, com capítulos que falem sobre como saber quando é amor,porque fazer as mãos suarem e sentir o corpo todo estremecer não vale,sentiria isso se visse o Johnny Depp na minha frente.
Como é gritar em alto e bom som eu te amo no meio da praça da sé?
Receber um pedido de casamento ao som de violinos?
Amar é muito mais que isso?
Muito mais do que se vê em filmes?
Ou é algo que nem eu, nem você, nem ninguém pode explicar?
Quero um dia entender, nem que seja somente por palavras ditas por algum estranho que jura saber o que é o amor e seus sofrimentos, e que neste momento anda de cuecas pela casa procurando uma garrafa de cerveja, o seu amor.
Mas e agora, o que tem haver amor com cerveja?
Acho que nada, foi algo escrito sem pensar, um dia eu vou entender o que é esse tal de amor, vou entender o porquê destas minhas lagrimas ao ouvir musicas românticas, e de achar graça desta situação de desabafo de menina.
Por favor, não diga nada, só me deseje boa sorte.


Ai que saudades que eu estava desse blog, juro que agora não abandono mais!


;*

11 comentários:

Jéssica Teles disse...

Aiii eu tambem tava com saudade de ler seus textos, tanto que eu ficava lendo os antigos pra matar a saudade! QUE BOM QUE VOLTOUU!! *-*

ahh, o amor é f***.. até hoje não sei se ja amei ou se foram apenas paixões que foram fortes o bastante pra eu pensar que pudesse ser amor. Quem sabe um dia a gente entenda, né?

beeeijos
boa sorte na volta ao blog ;)

Mendez disse...

Não conhecia seu blog. De qualquer maneira, tratando do assunto do post: A forma que você exibiu as sensações e imagens foi bem interessante. Palavras coloridas e bem inspiradoras, a eterna dúvida do que é o amor, do que é amar e se sentir amado. Eu amo há tamto tempo, assim, sei que amo, é amor. Amor é amizade.

Jéssica Teles disse...

poois é, tinha deletado o Grafitte, mas não aguenteei ficar sem blogar.. isso viciaa que é uma beleza ;p

O Equilibrador de Pratos disse...

Excelente blog. Sério. Difícil encontrar um blog de conteúdo hoje em dia. Mas virarei assíduo aqui no teu, ok? Sério. Aliás, dá uma conferida no nosso. Acho que pode rolar uma interação bem legal entre nossos blogs: www.oequilibradordepratos.blogspot.com

- O Equilibrador de Pratos -
O que os homens pensam?

Relacionamentos. Teorias. Discussões. Comentários. Mulheres. Sexo. E pratos equilibrados em varinhas. Bem-vindo à vida real.

3 amigos (B. Sacamano, Hannibal e Jurandir, pseudônimos, claro) que resolveram fazer um blog tratando de assuntos que abordam o "Universo Homem + Mulher = Relacionamentos". Retrata todos assuntos citados acima, com textos bem escritos, humorados, ácidos, sarcásticos, irônicos e, sinceros ao extremo. Vale dar uma conferida. E que atire a primeira pedra quem não se identificar com algo. E por que o nome "O Equilibrador de Pratos"? Entre no blog e descubra. Será um "soco no rim". No bom sentido, é claro.

Dih da Pâhzinha... disse...

Estou amando e muito e é assim como tu disse...
Amanha completa um ano e quatro meses...
Que maravilha...

http://www.avidanobeco.com/

Ana disse...

amar é bom...mas é melhor quando correspondido

danisiinha disse...

adoro aqui, num abandona a gente mais nao viu?
e amar... hummmm meu maior defeito é amar demais.... pq é tanto amor que trago em emim que as vezes nao sei o que fazer com ele...
rsrsrsr......

Complexo disse...

Oiii
mt massa seu bloggg
lindão
amei o layout
dá uma pasadinha no meu
bjooooo

Robson Delgado disse...

Thaís, primeiramente agradeço por ter lido minha postagem sobre Machado de Assis e tre gostado!

Agora tratando do assunto em tese, o amor, é o seguinte:

Ser amado é um sentimento de superação, é crer que há quem te admire mesmo em meio a situações que você não acredite em si próprio.

Viver sem amor é possível, pois o faço e também é superável, enfim nascemos só, claro se não formos gêmeos!!!

Gostei do teu blog, estarei aqui outras vezes. Aguardo você no meu também.

Beijos!!

Daniela Filipini disse...

=D post perfeitoo! hehehe
amei amei L)

o café acabou disse...

primeiramente um grande parabéns pela escolha da foto, que mesmo ''parecendo'' meio emo, tá massa :D hheheh

eu já amei. demais até. mas nada que me completasse, sabe?
amei de duas maneiras... amei não, amo!

eu queria saber lidar mais com o amor... :(



qualquer coisa, responda no novo blog:
http://cafelimao.wordpress.com/